Últimas Notícias
Três pessoas são presas em operação contra o tráfico de drogas no Acará
Com bela atuação, seleção masculina derrota Sérvia por 3 sets a 1 na Liga das Nações de Vôlei
Noiva surpreende e distribui doces para alunos de academia em Capitão Poço, no Pará; assista
Departamento de Estado dos EUA aprova possível venda de helicópteros Black Hawk ao Brasil, diz Pentágono
Milton Neves se desculpa após postar foto fake de Jojo Todynho nua; ouça
Justiça concede divórcio de Ana Hickmann e Alexandre Correa
Polícia prende homem que atacou acampamento pró-Palestina por agressão
Jogador de destaque na La Liga atuou com caco de vidro no pé por dois anos; entenda
Aviões militares chineses cruzam Estreito de Taiwan, diz defesa taiwanesa
CRM anuncia 'medidas cabíveis' após médico expulsar mãe e filho autista de consultório em Belém
Copa América contará com mulheres no apito pela 1ª vez na história e terá 11 brasileiros
Paraense de Capanema compartilha vida no Japão e diferenças de preços em alimentação; assista
Conflito em Gaza: relembre propostas do Brasil para fim da guerra
CNU: adiamento da prova serve para focar na preparação, dizem professores
Embaixador brasileiro não voltará ao cargo após ser humilhado em Israel, diz Celso Amorim
Next
Prev

A cientista que testou a eficácia da vacina Sinovac morre de Covid-19

A cientista que liderava equipe que investigou a eficácia da vacina Sinovac na Indonésia morreu nesta quarta-feira (7) infectada com o novo coronavírus, de acordo com a Reuters, citando meios locais.

A morte de Novilia Sjafri Bachtiar, que tinha em torno 50 anos, ocorre num momento em que as mortes por Covid-19 atingem níveis recordes na Indonésia, um dos países onde a vacina chinesa tem sido mais amplamente utilizada.

Leia Também: "À beira de uma catástrofe", Indonésia enfrenta pior fase da pandemia

Segundo vários meios, a cientista foi enterrada de acordo com os protocolos da Covid-19.

A morte foi confirmada pelo ministro do Empreendimento, Erick Thohir, que lamentou o sucedido, falando numa "grande perda", não detalhando, contudo, a causa do óbito.

"Ela foi a cientista-chefe e chefe de dezenas de testes clínicos feitos pela BioFarma, incluindo os testes clínicos da vacina Covid-19 em cooperação com a Sinovac", disse.

A infecção e as mortes de profissionais de saúde que receberam a vacina Sinovac, na Indonésia, aumentaram as dúvidas sobre sua eficácia na prevenção de internamentos e óbitos. Os especialistas estão inclusive considerando administrar uma terceira dose da vacina para aumentar a eficácia no combate à variante Delta.

De acordo com dados recentes, desde junho, morreram de Covid-19 131 profissionais de saúde, a maioria vacinada com a Sinovac.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM