Últimas Notícias
Três pessoas são presas em operação contra o tráfico de drogas no Acará
Com bela atuação, seleção masculina derrota Sérvia por 3 sets a 1 na Liga das Nações de Vôlei
Noiva surpreende e distribui doces para alunos de academia em Capitão Poço, no Pará; assista
Departamento de Estado dos EUA aprova possível venda de helicópteros Black Hawk ao Brasil, diz Pentágono
Milton Neves se desculpa após postar foto fake de Jojo Todynho nua; ouça
Justiça concede divórcio de Ana Hickmann e Alexandre Correa
Polícia prende homem que atacou acampamento pró-Palestina por agressão
Jogador de destaque na La Liga atuou com caco de vidro no pé por dois anos; entenda
Aviões militares chineses cruzam Estreito de Taiwan, diz defesa taiwanesa
CRM anuncia 'medidas cabíveis' após médico expulsar mãe e filho autista de consultório em Belém
Copa América contará com mulheres no apito pela 1ª vez na história e terá 11 brasileiros
Paraense de Capanema compartilha vida no Japão e diferenças de preços em alimentação; assista
Conflito em Gaza: relembre propostas do Brasil para fim da guerra
CNU: adiamento da prova serve para focar na preparação, dizem professores
Embaixador brasileiro não voltará ao cargo após ser humilhado em Israel, diz Celso Amorim
Next
Prev

Argentina bate Colômbia nos pênaltis e faz final da Copa América com Brasil

BRASÍLIA, DF (UOL/FOLHAPRESS) – A Argentina está na final da Copa América. Nesta terça-feira (6), no Mané Garrincha, em Brasília (DF), após empate por 1 a 1, a equipe de Lionel Messi ganhou da Colômbia nos pênaltis por 3 a 2 e confirmou vaga a final contra o Brasil.

Lautaro Martínez marcou para Argentina no tempo normal. Diaz fez o gol da Colômbia. O destaque nas cobranças foi o goleiro Martínez, que pegou três pênaltis.

A final da competição será no sábado (10), às 21h (de Brasília), no Maracanã.

A Colômbia terá pela frente o Peru na disputa do terceiro lugar. O jogo está marcado para sexta-feira (9), às 21h (de Brasília), no Mané Garrincha.

MESSI PROPÕE

Lionel Messi atrai todas as jogadas da Argentina. Mesmo que tenha iniciado o jogo mais pelo lado direito, o craque esteve livre para aparecer no centro e até na esquerda. Onde qualquer jogada começava a se desenhar, lá estava o camisa 10 com seus dribles, passes e jogadas de efeito. Não demorou para dos pés dele sair o primeiro gol do jogo, de Lautaro Martínez. A assistência foi a quinta na competição, sua nona participação em gols na Copa.

ARGENTINA PERDE CHANCE

No segundo tempo, após um recuo errado de Muñoz, a Argentina teve uma chance incrível que acabou desperdiçada. Lautaro Martínez bateu sem goleiro e não conseguiu vencer Barrios que tirou de cima da linha. No rebote, Di María colocou para fora.

O JOGO DA ARGENTINA

A Argentina marcou cedo. Muito por força da boa atuação de Messi, o time de Scaloni precisou de apenas seis minutos para pular na frente. E a vantagem mudou o comportamento da equipe. Ao invés de procurar o gol e propor as ações da partida, uma vez na frente o time recuou e deixou a bola com a Colômbia. Com desejo assegurar a vitória, o quarteto defensivo e o trio de meio foram exigidos repetidamente, mas mostraram segurança.

O JOGO DA COLÔMBIA

A Colômbia sofreu um golpe duro logo no início da partida. O gol de Lautaro Martínez condicionou as ações da equipe de Reinaldo Rueda. Mas não houve desorganização. A seleção colombiana assumiu o controle do jogo a partir dos 20 minutos, mas pecou no setor de criação. A insistência pela direita, a incapacidade de participação dos volantes e as jornadas aquém do esperado dos atacantes brecaram ações com resultados mais efetivos no primeiro tempo. Mas no segundo, depois de três trocas de Reinaldo Rueda, a criação aumentou e o empate veio com Diaz.

ARGENTINA
Martínez; Molina (Montiel), Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Guido Rodríguez, Lo Celso (Paredes) e De Paul; Nico González (Di María), Messi e Lautaro Martínez.

T.: Lionel Scaloni

COLÔMBIA
Ospina; Muñoz, Mina, Sánchez e Tesillo (Fabra); Cuéllar (Chará), Barrios, Cuadrado e Diaz; Zapata (Borja) e Borré (Cardona).

T.: Reinaldo Rueda

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Juiz: Jesús Valenzuela
VAR: Julio Bascunan
Cartões amarelos: González, Montiel, Rodríguez, Pezzella (Argentina); Cuadrado, Fabra, Borja, Muñoz, Cardona, Barrios (Colômbia)
Gols: Lautaro Martínez, aos 6min do primeiro tempo (Argentina); Diaz, aos 15 minutos do segundo tempo (Colômbia)

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM