Últimas Notícias
BBB 24: Marcus Vinicius fala sobre amor por Belém e revela novos planos para a carreira
Farinha está mais cara em Belém, e preço deve continuar subindo nos próximos meses, aponta Dieese
Saiba como não cair em golpe ao registrar marcas e patentes; assista
OAB-PA realiza ato público em apoio a advogada que se desentendeu com delegado, em Castanhal
Arouca x Famalicão: onde assistir ao vivo e o horário do jogo hoje (23/02) pelo Campeonato Português
Torcida do Remo pede ‘público zero’ contra o Águia, em meio crise
Saiba como ter acesso a absorventes gratuitos no Pará
Cosenza x Sampdoria: veja as escalações e o horário do jogo de hoje (23/02) pela Série B Italiana
PRF apreende 62 m³ de madeira ilegal, em Sapucaia/PA
PRF apreende aparelhos eletrônicos transportados ilegalmente, em Trairão/PA
Homem é preso por importunação sexual em Paragominas
Após resultados ruins e eliminação, torcida do Remo pede 'público zero' no jogo contra o Águia
Vídeo: viatura da PM colide com carro de passeio na Av. Senador Lemo, em Belém
Mais de 1,5 mil organizações sociais vão elaborar sugestões ao G20
Homem é encontrado morto no Distrito de Outeiro, em Belém
Next
Prev

Atletas acreditam que Jogos de Tóquio podem ser ‘mais fortes de todos os tempos’

A pandemia de covid-19 não apenas adiou os Jogos de Tóquio por um ano como obrigou atleta a pararem seus treinamentos e repensarem todo o planejamento de atividades. Em um primeiro momento, imaginava-se que isso teria um impacto negativo no desempenho dos competidores. Mas nas últimas semanas o esporte mundial tem visto grandes marcas e até quebras de recordes, o que leva os próprios atletas a ter mais otimismo em relação à performance.

"Por causa da pandemia e do lockdown em muitos países, pensou-se que a competição poderia perder em qualidade, mas estamos vendo muitos atletas batendo recordes mundiais, quebrando marcas de muitos anos. Imagino que serão os Jogos mais fortes de todos os tempos. Talvez até surjam artigos depois falando de como essa parada pode ter sido benéfica aos atletas", comentou a paratleta Verônica Hipólito.

Ela participou nesta quarta-feira, 26, de um evento do Time Petrobrás, do qual faz parte. Além dela, estiverem presentes Isaquias Queiroz (canoagem velocidade), Martine Grael e Kahena Kunze (vela), Daniel Dias (natação paralímpica), Darlan Romani (atletismo), Marcus Vinícius D'Almeida (tiro com arco) e Petrúcio Ferreira (paratletismo).

A velejadora Martine Grael, medalha de ouro nos Jogos do Rio-2016 ao lado de Kahena, concorda com Verônica. "O foco nessa campanha é não ficar olhando para trás. Esse ciclo é completamente diferente e tento olhar para o presente. É bom manter o foco no momento que estamos agora. Acho que nunca se preparou tanto para uma Olimpíada. Esse ano a mais todo mundo aproveitou para ajustar detalhes", disse, lembrando que elas precisaram viajar bastante este ano para poder ter parâmetros de comparação com as adversárias.

Sua parceira Kahena sabe que a busca pelo bicampeonato olímpico na classe 49er FX é um sonho, mas não dá para ficar comparando com o que ocorreu em 2016. "O que foi no Rio, ganhar um ouro em casa, é muito especial. Agora vamos fora de casa, dependemos das condições meteorológicas que vamos encontrar. Carregamos o peso da medalha, mas esperamos algo novo e que ainda vamos vivenciar", avisou.

Daniel Dias, dono de 24 medalhas nos Jogos Paralímpicos e que fará sua despedida em Tóquio, acha que a competição esportiva pode ajudar a trazer um alento para as pessoas em um momento tão grave de pandemia. "Foi um ano atípico, difícil para todos, mas sempre busquei ver as coisas de uma outra maneira. Esse Jogos de Tóquio são o momento de grande esperança para o mundo e o esporte pode ajudar a construir isso", explicou.

Bem-humorado, o nadador ainda brincou com sua patrocinadora e pediu para continuar com o apoio do Time Petrobrás, que conta com 22 atletas, mesmo após deixar as piscinas em setembro. "Continuarei ligado ao esporte, mas entendo que meu ciclo vai se encerrar em Tóquio. Contribuí muito para o esporte brasileiro, sei que posso somar de uma outra maneira, e quero curtir minha família, meus filhos, que estão crescendo muito rápidos", afirmou.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM