Últimas Notícias
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Pará registra redução de 10% nos casos de violência doméstica nos primeiros quatro meses de 2024
Banda mexicana RBD se pronuncia sobre caso de desvio de dinheiro em turnê
PC do Pará e Pernambuco prendem homem que aplicava golpes nas redes sociais
Clube do Remo: lateral Helder confia em vitória fora de casa contra o Náutico
Servidores estaduais são presos após descoberta de movimentações de quase R$ 6 milhões no Pará
Israel diz que reconhecimento da Palestina como Estado por países europeus é uma ‘recompensa ao terrorismo’
Cartão Rosa: Veja como funciona nova norma implantada pela Conmebol para Copa América
Next
Prev

Auxiliar vê ‘poeira baixa’ e fôlego novo no Santos após tropeços

A vitória sobre o Athletico-PR era tudo o que o Santos buscava para "baixar a poeira" e ganhar fôlego em meio ao apertado calendário do futebol brasileiro e aos desfalques dos últimos jogos. Por isso, o triunfo conquistado na Vila Belmiro, na noite de terça-feira, foi comemorado em tom de alívio pelo auxiliar Eduardo Zuma.

Zuma substituiu Fernando Diniz porque o próprio técnico foi desfalque na Vila, por suspensão. "Ganhar em casa é sempre importante para nós, jogamos bem os últimos jogos e não conseguimos vencer. Enfrentamos um dos líderes, que ataca e se defende bem, tem contra-ataque forte. Somar os três pontos para sequência. Hoje é um dia de desfrutar a vitória", afirmou o auxiliar.

O Santos vinha de dois tropeços – derrota para o América-MG e empate com o Sport, em casa – e buscava uma boa vitória, que conseguiu ao superar um dos times que briga pela liderança da tabela. O triunfo por 2 a 1, com direito a gol contra, foi obtido apesar de seguidos desfalques.

O time santista não teve seus dois laterais titulares (Pará e Felipe Jonatan), o zagueiro Luan Peres, perto de deixar o clube, e o atacante Kaio Jorge, por desgaste físico. "É jogo a jogo, baixar a poeira, calendário apertado. Vamos planejando", disse Zuma, sem esconder o alívio pelo triunfo.

A expectativa é que o Santos possa embalar num momento importante da temporada. No sábado, fará o clássico com o Palmeiras, fora de casa. E, na quinta da próxima semana, retomará a Copa Sul-Americana, contra o Independiente, em casa. No fim do mês, será a vez de voltar a jogar pela Copa do Brasil.

"É natural perder peças por cartão, desgastes, em virtude de algum imprevisto, mas o grupo é muito bom e o ambiente é maravilhoso, funcionários, comissão, direção. Isso contribui para quem entrar, entre bem", comentou o auxiliar, antes de enfatizar a força do Santos na Vila.

"O Santos tem uma magia aqui dentro. Ambiente maravilhoso, clima contagiante, só quem vive aqui dentro para entender essa energia. O que a gente sente é que o grupo é muito trabalhador", declarou.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM