Últimas Notícias
Jovem atacada com soda: saiba os perigos do ácido e o que fazer em caso de intoxicação
Tensão pós-enchente: especialista aponta risco de aumento de criminalidade no RS
Antônio de Oliveira, Elói Iglesias e Belém de Belém celebram o Norte e lançam ‘Eu Quero Ver No Pará’
Três pessoas são presas em operação contra o tráfico de drogas no Acará
Com bela atuação, seleção masculina derrota Sérvia por 3 sets a 1 na Liga das Nações de Vôlei
Noiva surpreende e distribui doces para alunos de academia em Capitão Poço, no Pará; assista
Departamento de Estado dos EUA aprova possível venda de helicópteros Black Hawk ao Brasil, diz Pentágono
Milton Neves se desculpa após postar foto fake de Jojo Todynho nua; ouça
Entenda quais são as medidas que o Tribunal da ONU emitiu para Israel
Justiça concede divórcio de Ana Hickmann e Alexandre Correa
Polícia prende homem que atacou acampamento pró-Palestina por agressão
Jogador de destaque na La Liga atuou com caco de vidro no pé por dois anos; entenda
Aviões militares chineses cruzam Estreito de Taiwan, diz defesa taiwanesa
CRM anuncia 'medidas cabíveis' após médico expulsar mãe e filho autista de consultório em Belém
Fátima Bernardes desabafa e rebate crítica após criar canal no YouTube; assista
Next
Prev

CCJ do Senado aprova novos ministros para o STM e TST

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou a indicação do almirante de esquadra Claudio Portugal de Viveiros ao cargo de ministro do Superior Tribunal Militar (STM). Ele obteve 18 votos favoráveis e um contrário. Agora, a indicação segue para o plenário da Casa e será decidida pela totalidade dos senadores.

Viveiros iniciou a carreira na Marinha em 1975. Foi promovido ao posto de almirante de Esquadra em 2018, atuou como chefe do Estado-Maior da Armada e chefe de Assuntos Estratégicos e de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. Viveiros pleiteia a vaga deixada em março pelo ministro Marcus Vinicius Oliveira dos Santos.

TST

Os senadores da CCJ também aprovaram os nomes de Alberto Bastos Balazeiro e Amaury Rodrigues Pinto Júnior para ocuparem cargos de ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Assim como no caso de Viveiros, as indicações devem ser confirmadas pelo plenário do Senado.

Alberto Balazeiro é procurador-geral do Trabalho, mestre em Direito pela Universidade Católica de Brasília e especialista em Direito Civil e Direito Processual Civil pela Universidade Estácio de Sá. Ele foi indicado para ocupar a vaga destinada a membro do Ministério Público do Trabalho, decorrente da aposentadoria do ministro João Batista Brito Pereira.

O juiz Amaury Pinto Junior foi indicado para assumir uma vaga reservada a juízes oriundos dos Tribunais Regionais do Trabalho. Ele atua em Campo Grande (MS) e integra a lista tríplice aprovada pelo Tribunal Superior do Trabalho para ocupar a vaga deixada pelo ministro Márcio Eurico Vitral Amaro.

*Com informações da Agência Senado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM