Últimas Notícias
Homem é preso suspeito de transportar entorpecentes dentro de rede, em Juruti
Tornado nos EUA mata cinco e devasta estado de Iowa
Petrobras: Comitê de Pessoas diz que Magda Chambriard preenche requisitos para comandar empresa
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Pará registra redução de 10% nos casos de violência doméstica nos primeiros quatro meses de 2024
Banda mexicana RBD se pronuncia sobre caso de desvio de dinheiro em turnê
Next
Prev

Chris Flores tenta reencontrar grávida de Taubaté e reportagem termina em agressão

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Responsável por desmascarar a pedagoga Maria Verônica Aparecida Santos, que ficou conhecida em 2012 como a falsa grávida de Taubaté ao fingir que gestava quatro crianças, a jornalista Chris Flores, 43, tentou promover um reencontro com ela, mas a reportagem terminou em agressão.

A tentativa de contato foi mostrada na manhã desta terça-feira (6) no programa do SBT Vem Pra Cá, sob o comando de Patrícia Abravanel. Quando a equipe de reportagem chegou à casa da mulher foi surpreendida por um homem que bateu na câmera e machucou a mão da repórter.

Olha só o que aconteceu! #VemPraCá pic.twitter.com/zu2PukNZUw

— Vem Pra Cá (@vempraca) July 6, 2021

Um dos dedos da jornalista sangrou e a equipe desistiu de tentar entrevistar Maria Verônica. O agressor é supostamente o marido dela. Ele entrou na casa momentos depois.

"Talvez, para ela, já esteja superado, mas o marido pode não ter superado ainda. Devem perguntar como ele não descobriu que a gravidez era falsa, devem acusá-lo de ser cúmplice. Deve ser difícil. A pessoa fica prisioneira da própria mentira", disse Chris ao lamentar o caso no palco.

Na ocasião, ela trabalhava no programa matutino da Record Hoje em Dia. Flores conta que desconfiou que o volume da barriga fosse um enchimento e disse para Maria Verônica que não acreditava nela. Dias depois, uma reportagem mostrou a farsa.

Na ocasião, Maria Verônica teve de doar para entidades assistenciais todos os presentes que tinha ganhado, como berços, roupinhas de bebês e itens de enxoval.

Até o ultrassom que costumava apresentar era uma cópia de outro exame na internet. Ela teria inventado a mentira para chamar atenção da família que se afastou dela depois de seu casamento.

Ré desde 2012 por suposto crime de estelionato, a pedagoga, na época com 25 anos, não foi punida pela Justiça. Em 2014, a 3ª Vara Criminal de Taubaté extinguiu o processo que ela e o marido, Kleber Vieira, respondiam.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM