Últimas Notícias
Hospital de Clínicas, em Belém, oferece cursos de formação em saúde com certificação internacional; confira calendário
Dirigentes do Remo teriam procurado atleta do Águia antes da partida, revela executivo marabaense
Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão contra receptação de celulares, em Marabá
Podzão debate empate do Paysandu e recuperação do Remo no Parazão; assista
Marcílio Dias x Vasco: onde assistir ao vivo e horário do jogo hoje (27) pela Copa do Brasil
Seduc divulga critérios para participação no programa ‘Bora Estudar’
PF captura três foragidos condenados por crimes sexuais no Pará
Em onda de violência, população do Equador sofre com abusos militares
Homem furta refletor de obra do BRT na BR-316, em Ananindeua; assista
Sebrae oferece capacitação a empreendedores do turismo local
Paysandu inicia venda de ingressos para partida contra o Castanhal, pelo Parazão
Joe Biden diz que informação sobre apoio de Taylor Swift é “confidencial”
FPF define data e horário da última rodada da primeira fase do Parazão; confira
Frutas brasileiras previnem doenças crônicas e problemas no intestino, diz estudo
BR-316 passa por intervenções nos dois sentidos da via até a próxima sexta (1º); veja as alterações
Next
Prev

Covid-19: Saúde vai antecipar vacinação de profissionais da educação

O Ministério da Saúde informou que vai antecipar a vacinação contra a covid-19 para os profissionais da educação. A orientação da pasta é a de priorizar os trabalhadores que atuam em creches e, de maneira escalonada, ir ampliando a vacinação para os que trabalham em pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e educadores de jovens e adultos. Na sequência, os vacinados serão os trabalhadores da educação do ensino superior.

Segundo o ministério, a priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela covid-19, associados à necessidade de volta às aulas presenciais. “As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garantem a segurança alimentar das crianças”, justificou.

Na mesma nota, divulgada hoje (28), o ministério informa que, paralelamente, autoriza o início da vacinação para a população geral, entre 18 e 59 anos, nos estados e municípios que relataram demanda diminuída dos grupos elencados no plano de vacinação.

“Esse grupo poderá começar a ser imunizado de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, desde que a vacinação dos grupos prioritários restantes seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO [Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19]”, acrescenta o ministério ao informar que começará a enviar doses aos estados, de forma escalonada, para atender a esse público, juntamente com outros grupos prioritários.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM