Últimas Notícias
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Pará registra redução de 10% nos casos de violência doméstica nos primeiros quatro meses de 2024
Banda mexicana RBD se pronuncia sobre caso de desvio de dinheiro em turnê
PC do Pará e Pernambuco prendem homem que aplicava golpes nas redes sociais
Clube do Remo: lateral Helder confia em vitória fora de casa contra o Náutico
Servidores estaduais são presos após descoberta de movimentações de quase R$ 6 milhões no Pará
Next
Prev

CPI marca depoimento do líder do governo para o próximo dia 20, informa vice da comissão

Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara dos DeputadosMichel Jesus/Câmara dos DeputadosO vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), informou nesta terça-feira (6) que o depoimento do deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara, foi marcado para o próximo dia 20.Randolfe deu a informação após ter participado de uma reunião com outros integrantes da CPI, entre os quais o presidente, Omar Aziz (PSD-AM), e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL).Em depoimento à CPI, em 25 de junho, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) disse que ele e o irmão, Luis Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde, informaram ao presidente Jair Bolsonaro as suspeitas envolvendo as negociações para aquisição da Covaxin, vacina contra a Covid-19 produzida por um laboratório na Índia.Ainda no depoimento, Luis Miranda disse que, ao ouvir o relato, Bolsonaro citou o nome de Ricardo Barros.Desde então, o líder do governo na Câmara tem negado envolvimento em irregularidades, afirmando que não há "dados concretos" ou "acusações objetivas" contra ele.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM