Últimas Notícias
Wesley Safadão inicia show cantando ‘virote’ e agita casa do BBB 24; assista
Milei discursa na abertura do Congresso argentino e chama parlamentares de ‘casta’
Lula e Maduro tratam de eleições na Venezuela no segundo semestre
Milei diz que enviará novos projetos de reforma ao Congresso argentino e ameaça parlamentares
Geraldo Alckmin socorre profissional de imprensa que passou mal durante coletiva em Manaus
Centro de Controle de Zoonoses realiza feira de adoção de cães e gatos neste sábado, em Belém; confira local
Convocado para a Seleção Brasileira, meia Andreas recusou convite para defender a Bélgica
Pará registra crescimento de 35% em empregos formais para mulheres
Centroavante do Paysandu quer garantir liderança isolada em jogo contra o Castanhal
Tiago Leifert deixa canal esportivo após colega defender Daniel Alves
Eleições 2024: TSE publica regras sobre uso de Inteligência Artificial
Mais países pedem investigação sobre tragédia em Gaza
Maduro se reúne com Lula na Cúpula da Celac e diz que eleições na Venezuela estão garantidas
PM da reserva morre baleado na Zona Leste de São Paulo
Influenciador repercute na internet com versões paraenses de hits internacionais; assista
Next
Prev

Crespo cita fim de ‘pequeno ciclo’ e enaltece elenco com ‘muitos recursos’

Hernán Crespo não poderia estar mais feliz no São Paulo. Em poucos meses de trabalho, o técnico argentino conduziu o time tricolor ao título paulista que encerrou um jejum de quase nove anos sem conquistas e levou a equipe às oitavas de final da Libertadores, ainda que em segundo de seu grupo.

O treinador enalteceu os "muitos recursos" do elenco que tem em mãos e se mostrou contente com a atuação do time reserva no triunfo por 3 a 0 sobre o Sporting Cristal, no Morumbi, assegurado com gols de Bruno Alves, Rojas e Vitor Bueno.

"Estou muito orgulhoso do elenco. Depois de cinco anos estamos de volta às oitavas de final da Libertadores", resumiu Crespo, que costuma ser direto e objetivo nas entrevistas. "Eu acredito que temos muitos recursos para aproveitar. Tivemos um jogo que nos permitiu mudar muitos jogadores".

Como o Racing venceu o Rentistas pelo mesmo placar e chegou aos 14 pontos, o São Paulo se classificou na segunda posição do Grupo E, com 11 pontos. O time de Crespo estará no pote dois do sorteio e vai enfrentar um dos primeiros colocados, que estarão no pote um. A definição dos confrontos será realizada no dia 2 de junho, na sede da Conmebol.

O treinador argentino não quer pensar já no próximo adversário no mata-mata e, com o rival indefinido, evitou falar sobre a possibilidade de ter desvantagem por não poder decidir as oitavas em casa. "Convém sempre ganhar e passar de fase, independentemente de decidir em casa ou fora. Pensaremos nisso mais para frente", pontuou.

Passado o Estadual e encerrada fase inicial da Libertadores, Crespo já está de olho no novo ciclo que se avizinha. Sábado, às 21h, no Morumbi, a equipe paulista faz sua estreia no Campeonato Brasileiro. Em junho, disputa a terceira fase da Copa do Brasil. Os resultados, até aqui, são satisfatórios. Ainda assim, há alguns ajustes a serem feitos.

"Penso que hoje terminou um pequeno ciclo de três meses e meio, com o Paulistão e a fase de grupos da Libertadores. Os objetivos foram alcançados. Título do Paulistão depois de muito tempo e vaga às oitavas depois de muito tempo. O elenco conquistou isso. Pequenas coisas podem mudar, mas a filosofia, a identidade e o modo de trabalhar e de respeitar a camisa do São Paulo vão continuar", salientou o comandante argentino.

Ainda que tenha rodado o elenco ao escalar os reservas em três partidas da fase de grupos da Libertadores por ter priorizado a fase final do Campeonato Paulista, Crespo avaliou que o jogo desta terça nem os outros em que não utilizou titulares não podem ser considerados "laboratório" para atletas que podem ganhar mais oportunidades na sequência da temporada, como Shaylon, um dos destaque contra o Sporting Crystal.

"Não gosto muito desse termo laboratório. Remete a experimento. E aqui se trabalha, não tem experimento. Cada jogo se deve honrar a camisa. Cada atleta deve merecer jogar e aproveitar cada minuto em campo".

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM