Últimas Notícias

Em quatro anos, mais de 280 mil empresas foram abertas no Pará

A pandemia da Covid-19, que teve seu auge no Brasil em 2021, impulsionou uma onda de empreendedorismo no Pará. Dados da Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) revelam que 281.143 novas empresas foram abertas no estado entre os anos de 2021 e 2024. Em 2021, quando o Brasil aplicava medidas restritivas para contenção da proliferação do coronavírus SARS-CoV-2, o Pará registrou a abertura de 90.158 empresas. Destas, 65.881 foram MEIs.

No período de 2019 a 2023, apesar das dificuldades impostas pela pandemia, 2021 registrou o pico de novas aberturas de empresas no Pará. Em 2019, por exemplo, o estado contabilizou a abertura de 61.462, número que subiu para 74.125 em 2020. Em 2022, houve uma ligeira queda para 80.199. Já em 2023, foram 75.730. Aiuá Queiroz, gerente de tecnologia da Jucepa, aponta que esse cenário reflete um “movimento intenso de formalização”.

“O aumento significativo no número de empresas abertas entre 2019 e 2021, especialmente MEIs, pode ser atribuído a diversos fatores. Em 2021, houve um movimento intenso de formalização, com muitos trabalhadores saindo da informalidade. A facilidade e as condições especiais de funcionamento do MEI tornaram essa modalidade atraente, incentivando a criação de novas empresas”, pondera Queiroz.

MEIs lideram aberturas

Conforme apontado pelo gerente da Jucepa, os MEIs representaram a maior parcela das novas empresas abertas no Pará. Em 2021, os MEIs corresponderam a 73% do total de aberturas. Em 2022, foram 57.724 MEIs entre as 80.199 empresas abertas, representando cerca de 72%. Em 2023, dos 75.730 novos negócios, 54.822 eram MEIs, mantendo a proporção de 72%. Até maio de 2024, dos 35.056 novos negócios, 26.506 eram MEIs, constituindo 76% do total.

Veja mais:



Setor de beleza soma mais de 180 mil novos MEIs em 2023
Atividades relacionadas a cabeleireiros e outros do ramo estão em segundo lugar em volume de novos registros de CNPJs, de acordo com levantamento do Sebrae

As Microempresas (MEs), também tiveram participação importante nas novas aberturas. Em 2021, foram abertas 17.609 MEs, representando 19% do total de novas empresas. Contudo, nos anos seguintes, a tendência foi de queda. Em 2022, foram 15.573, em uma redução de 12%. Em 2023, o número diminuiu novamente para 13.878. E, até maio de 2024, foram registradas 5.221 MEs, indicando uma continuidade de queda.

As Empresas de Pequeno Porte (EPPs) mostraram um crescimento mais modesto. Conforme o levantamento da Jucepa ao Grupo O Liberal, em 2021, foram abertas 4.751 EPPs. Em 2022, o número foi praticamente estável no comparativo com o ano anterior, com 4.747 EPPs registradas. Em 2023, houve um pequeno aumento para 4.786 EPPs. Até maio de 2024, foram registradas 2.244 EPPs, o que mantém o crescimento gradual.

Municípios

Em 2021, Belém registrou a abertura de 25.126 empresas, o equivalente a 28% do total de novas empresas no estado. Ananindeua, município da Região Metropolitana, contabilizou 9.068 novas aberturas no mesmo ano, correspondendo a cerca de 10% do total. Parauapebas teve 4.371 novas empresas e Santarém 5.015. Em 2022, Belém continuou a liderar com 20.734 novas empresas, Ananindeua com 7.643, Parauapebas com 4.450, e Santarém com 4.573.

Em 2023, Belém registrou 19.147 novas empresas, Ananindeua 7.182, Parauapebas 4.396, e Santarém 4.218. Até maio de 2024, Belém já havia registrado 8.868 novas empresas, Ananindeua 3.381, Parauapebas 2.049, e Santarém 1.844. Outros municípios como Marabá e Castanhal também tiveram participações importantes, 3.867 e 2.314, novas empresas, respectivamente, em 2023. Este ano (até maio), Marabá contabilizou 1.745 novas aberturas e Castanhal 1.112.

Principais atividades

Entre as atividades que mais se destacaram no Pará entre os anos de 2021 e 2024, o comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios foi a atividade que liderou com folga. Em 2021, essa categoria registrou a abertura de 6.596 novas empresas. Em 2022, o número de novas empresas no setor foi de 5.390, e em 2023, 4.234 novos negócios foram abertos. Até o mês passado, já havia 1.837 novas empresas registradas nesse segmento.

A promoção de vendas também se destacou com 3.653 novas empresas em 2021, 3.554 em 2022, 3.388 em 2023, e 1.629 até maio de deste ano. O comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios, registrou 3.455 novas empresas em 2021, 2.790 em 2022, 2.398 em 2023, e 1.104 este ano. No total, foram abertas 12.713 empresas nessas duas categorias durante o período.

Os serviços de cabeleireiros, manicure e pedicure tiveram 2.305 novas empresas em 2021, 2.427 em 2022, 2.045 em 2023 e 1.007 este ano, totalizando 7.784 novas empresas. Já os restaurantes e similares tiveram 3.941 novas empresas em 2021, 2.578 em 2022, 2.179 em 2023 e 968 até maio de 2024, totalizando 9.666 novas empresas. No acululado, entre 2024 e 2024, foram abertas 17.450 empresas nesses dois setores.

Aiuá Queiroz avalia que “essas atividades refletem a versatilidade e a adaptabilidade dos novos empreendedores”. Segundo ele, “a demanda constante em setores como vestuário e alimentação, aliada à facilidade de entrada no mercado, tem impulsionado o crescimento dessas áreas”, diz, acrescentando que vendas e serviços de beleza “também demonstram a capacidade dos empreendedores de identificar e aproveitar nichos de mercado em crescimento”.

Total de empresas abertas de 2019 a 2024 no Pará

| Ano | Total de empresas | MEI | ME | EPP | Sem Porte |

| 2019 | 61.462 | 44.093 | 12.978 | 3.134 | 1.257

| 2020 | 74.125 | 53.743 | 15.593 | 3.661 | 1.128

| 2021 | 90.158 | 65.881 | 17.609 | 4.751 | 1.917

| 2022 | 80.199 | 57.724 | 15.573 | 4.747 | 2.155

| 2023 | 75.730 | 54.822 | 13.878 | 4.786 | 2.244

| 2024*| 35.056 | 26.506 | 5.221 | 2.244 | 1.085

*Dados de 2024 até maio

Aberturas por atividades mais frequentes de 2019 a 2024 (até maio)

– Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios: 28.146

– Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios – minimercados, mercearias e armazéns: 15.821

– Promoção de vendas: 17.982

– Cabeleireiros, manicure e pedicure: 12.516

– Restaurantes e similares: 14.247

– Comércio varejista de bebidas: 8.059

Os 5 municípios com mais aberturas de 2019 a 2024 (até maio)

– Belém: 113.891

– Ananindeua: 40.827

– Santarém: 22.757

– Parauapebas: 21.914

– Marabá: 19.886

Fonte: Junta Comercial do Pará (Jucepa)

Com Informações de O LIberal

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM