Últimas Notícias
Receita Federal apreende equipamentos médicos clandestinos no Aeroporto de Guarulhos
Uruguai decreta emergência agropecuária no leste por excesso hídrico
Jovem é decapitada durante acidente de trânsito em Paragominas, sudeste paraense
Homem é preso suspeito de transportar entorpecentes dentro de rede, em Juruti
Tornado nos EUA mata cinco e devasta estado de Iowa
Petrobras: Comitê de Pessoas diz que Magda Chambriard preenche requisitos para comandar empresa
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Entenda a diferença entre 1º e 2º turnos e o que leva uma eleição para 2º turno
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Next
Prev

Felipão assume o Grêmio: ‘Vamos sofrer um pouco, mas também teremos alegrias’

Assumir o comando técnico do Grêmio não é uma novidade para Luiz Felipe Scolari. Em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, o treinador disse 'estar em casa', mas terá o desafio de tirar a equipe gaúcha da lanterna do Campeonato Brasileiro. De cara, fará sua estreia diante do rival Internacional, neste sábado, às 16h30, na Arena.

"O desafio é muito grande. Mas será que algo pode ser maior do que estar no Grêmio? Mas será que tem algo tão grande como ser gremista e estar dirigindo o Grêmio? Será que alguém sente o que eu sinto? Eu estou em casa", disse o veterano treinador, de 72 anos."Nós do Grêmio estamos vivendo, mas vamos passar por isso. Vamos sofrer um pouco, mas também teremos alegrias. Estou em casa, me sinto bem. Quero mostrar a todos que eu estou vivendo esse momento com eles. Abraço isso. Todos vamos viver essa dificuldade, mas ficaremos felizes no futuro."

Felipão disse que um dos fatores que poderão ajudar o time a sair da crise é um forte lado psicológico. "Não posso dizer detalhadamente como vamos fazer para tirar o Grêmio dessa dificuldade. O que posso definir é que temos que trabalhar. Mas o que temos que fazer e já estamos fazendo, e acredito que já foi feito na manhã desta sexta-feura, é a mudança de pensamento, da parte psicológica. O entendimento é que somos um grupo de jovens e experientes, em que todos tem condições de jogar uma partida de futebol."

Felipão assinou contrato com o Grêmio até o final de 2022 e já teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, o que possibilita sua presença no banco de reservas para orientar a equipe já no Gre-Nal, em duelo válido pela 11ª rodada do Brasileirão.

Para compor sua comissão técnica, Felipão trouxe os auxiliares Paulo Turra e Carlos Pracidelli, além de Thiago Gomes, que completa a equipe, ocupando o cargo de auxiliar permanente.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM