Últimas Notícias
Wesley Safadão inicia show cantando ‘virote’ e agita casa do BBB 24; assista
Milei discursa na abertura do Congresso argentino e chama parlamentares de ‘casta’
Lula e Maduro tratam de eleições na Venezuela no segundo semestre
Milei diz que enviará novos projetos de reforma ao Congresso argentino e ameaça parlamentares
Geraldo Alckmin socorre profissional de imprensa que passou mal durante coletiva em Manaus
Centro de Controle de Zoonoses realiza feira de adoção de cães e gatos neste sábado, em Belém; confira local
Convocado para a Seleção Brasileira, meia Andreas recusou convite para defender a Bélgica
Pará registra crescimento de 35% em empregos formais para mulheres
Centroavante do Paysandu quer garantir liderança isolada em jogo contra o Castanhal
Tiago Leifert deixa canal esportivo após colega defender Daniel Alves
Eleições 2024: TSE publica regras sobre uso de Inteligência Artificial
Mais países pedem investigação sobre tragédia em Gaza
Maduro se reúne com Lula na Cúpula da Celac e diz que eleições na Venezuela estão garantidas
PM da reserva morre baleado na Zona Leste de São Paulo
Influenciador repercute na internet com versões paraenses de hits internacionais; assista
Next
Prev

Hamilton admite que será difícil bater a Red Bull, mas ressalta: ‘Não acabou’

Depois da vitória do holandês Max Verstappen, da Red Bull, no GP de Mônaco, no último final de semana, o britânico Lewis Hamilton viu que a briga pelos troféus está mesmo acirrada nesta temporada e que ele terá trabalho se quiser voltar a dominar as pistas, e o pódio da Fórmula 1, com a Mercedes. O heptacampeão mundial admitiu que vai ter que se empenhar bastante para superar a rival na busca pelo oitavo título da categoria.

Depois de ficar na sétima posição no GP de Mônaco, o piloto da Mercedes foi ultrapassado por Verstappen na liderança do Mundial de 2021. Após cinco provas, o holandês tem quatro pontos de vantagem sobre Hamilton (105 a 101). Os dois estão muito à frente do britânico Lando Norris, da McLaren, terceiro colocado com 56. Com isso, o britânico vê um páreo duro com o rival da Red Bull.

"Vai ser difícil, eles têm um carro vencedor do campeonato e serão muito difíceis de derrotar. Eu tenho falado sério sobre isso o ano todo. Ainda não acabou, há um longo, longo caminho a percorrer. Estou grato por termos terminado e conseguido alguns pontos e a volta mais rápida. Cada ponto que você consegue em um fim de semana ruim como este pode contar para algo no final", disse Hamilton.

Já na disputa do Mundial de Construtores, o GP de Mônaco foi bem ruim para a Mercedes, que viu a Red Bull tirar uma grande diferença e ficar um ponto à frente na liderança da temporada, com 149. No entanto, Hamilton acredita que a equipe pode retomar o primeiro lugar.

"Mostramos muitas vezes que podemos nos recuperar deste tipo de fim de semana. Portanto, não sou o mais preocupado. Temos uma discussão muito aberta, aberta e honesta. A razão de termos todos esses campeonatos é que cometemos muitos erros, mas sempre voltamos mais fortes e aprendemos com eles. Muitas vezes sou grato por dias como este porque você aprende mais. Se você está ganhando o tempo todo, aprende menos e há muito o que aprender neste final de semana. Não temos todas as respostas, mas isso nos obrigará a procurá-las", contou.

Assim como aconteceu em Mônaco, a sexta etapa da temporada 2021 será novamente em um circuito de rua. O GP do Azerbaijão, na capital Baku, será realizado no próximo dia 6.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM