Últimas Notícias
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Pará registra redução de 10% nos casos de violência doméstica nos primeiros quatro meses de 2024
Banda mexicana RBD se pronuncia sobre caso de desvio de dinheiro em turnê
PC do Pará e Pernambuco prendem homem que aplicava golpes nas redes sociais
Clube do Remo: lateral Helder confia em vitória fora de casa contra o Náutico
Servidores estaduais são presos após descoberta de movimentações de quase R$ 6 milhões no Pará
Next
Prev

Justiça federal determina suspensão de proibição da entrada de advogados nos presídios do Pará

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou, nesta quarta-feira (24), que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) suspenda a proibição da entrada de advogados nos presídios do Pará. A determinação foi proferida pelo desembargador federal Novély Vilanova. A liminar foi deferida após pedido da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB-PA).

A medida vem em resposta à portaria de nº 093/2024 do secretário de Estado de Administração Penitenciária do Pará, Marco Sirotheau Rodrigues, que interrompia os serviços de atendimentos jurídicos feitos por advogados. Segundo a OAB, a Seap foi notificada para cumprir a decisão e apresentar informações em 10 dias. Após esse período, o processo será enviado ao Ministério Público Federal para mais deliberações. 

VEJA MAIS



Sistema prisional do Pará não registra fugas no primeiro trimestre de 2024
O controle do cárcere pelo Governo do Estado reduziu em mais de 90% o número de fugas em presídios nos últimos cinco anos


image

Advogados de fugitivos de Mossoró são os mesmos que defendem suspeito de fraude no Enem no Pará
Rogério e Deibson devem ser transferidos ainda nesta quinta-feira (4) para a Penitenciária Federal de Mossoró

A portaria justificava a suspensão como uma medida preventiva para proteção dos servidores públicos. “Não há dúvida que a ‘suspensão de agendamentos de atendimentos jurídicos’ compromete as prerrogativas de advogados inscritos na entidade impetrante,” afirmou o desembargador. Na decisão, ele citou o Artigo 133 da Constituição e o Artigo 7º da Lei 8.906/1994, ressaltando a inviolabilidade do advogado no exercício de suas funções.

O desembargador criticou a falta de razoabilidade da justificativa para a interrupção dos atendimentos, pontuando que, “considerando as ocorrências externas contra os servidores da segurança pública, tem-se a necessidade de realizar a proteção preventiva, visando garantir a manutenção da ordem pública e das Unidades do Complexo Penitenciário de Americano e a Unidade de Custódia e Reinserção de Castanhal”.

Na decisão, Novély Vilanova deferiu a liminar para suspender a proibição contida na portaria relativamente aos advogados inscritos na OAB-PA. “Com essa decisão, a OAB assegura que seus membros possam continuar exercendo sua função essencial de garantir a defesa dos direitos individuais, conforme previsto em lei”, destaca o procurador nacional de Defesa das Prerrogativas da OAB, Alex Sarkis. 

A Redação Integrada de O Liberal solicitou um posicionamento à Seap sobre o caso. A reportagem aguarda retorno.

Fonte: O Liberal

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM