Últimas Notícias
Seduc divulga critérios para participação no programa ‘Bora Estudar’
PF captura três foragidos condenados por crimes sexuais no Pará
Em onda de violência, população do Equador sofre com abusos militares
Homem furta refletor de obra do BRT na BR-316, em Ananindeua; assista
Sebrae oferece capacitação a empreendedores do turismo local
Paysandu inicia venda de ingressos para partida contra o Castanhal, pelo Parazão
Joe Biden diz que informação sobre apoio de Taylor Swift é “confidencial”
FPF define data e horário da última rodada da primeira fase do Parazão; confira
Frutas brasileiras previnem doenças crônicas e problemas no intestino, diz estudo
BR-316 passa por intervenções nos dois sentidos da via até a próxima sexta (1º); veja as alterações
Ministro diz que é "falácia" envio de ativos russos para Ucrânia
Suspeitos entram em academia para roubar aluno em Fortaleza (CE); veja vídeo
Internautas do Roma News apostam na saída de Rodriguinho do BBB24
Professor é morto a tiros ao desembarcar em rodoviária de Parauapebas
Athletic Club x Volta Redonda: onde assistir ao vivo e horário do jogo hoje (27) pela Copa do Brasil
Next
Prev

Ministério define ordem de vacinação de profissionais da Educação

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira, 28, a ordem de prioridade na vacinação contra a covid-19 de profissionais da Educação. Trabalhadores de creches e pré-escolas terão prioridade, seguidos pelos profissionais do ensino fundamental, do ensino médio, do ensino profissionalizante e EJA (Educação de Jovens e Adultos) e, por fim, do ensino superior.

"A motivação da priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela Covid-19 com a necessidade de volta às aulas presenciais", disse o ministério em nota.

A pasta também informou que a população em geral, entre 18 e 59 anos de idade, poderá começar a ser imunizada paralelamente aos demais grupos prioritários. A vacinação seguirá o critério de idade, por ordem descrescente de faixa etária. A logística continuará sendo definida pelos governos locais.

Segundo o governo federal, isso ocorre porque Estados e municípios relataram demanda diminuída dos grupos elencados no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

Algumas cidades, como Salvador, já estavam vacinando sua população somente pelo critério da idade. Na cidade, pessoas com 56 anos ou mais podem ser vacinar mesmo sem fazer parte de nenhum grupo prioritário.

As recomendações foram pactuadas na Comissão Intergestores Tripartite (CIT), realizada na quinta-feira, 27, com representantes do Ministério da Saúde, estados e municípios. As orientações também estão em uma nota técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM