Últimas Notícias
Jovem é decapitada durante acidente de trânsito em Paragominas, sudeste paraense
Homem é preso suspeito de transportar entorpecentes dentro de rede, em Juruti
Tornado nos EUA mata cinco e devasta estado de Iowa
Petrobras: Comitê de Pessoas diz que Magda Chambriard preenche requisitos para comandar empresa
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Entenda a diferença entre 1º e 2º turnos e o que leva uma eleição para 2º turno
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Next
Prev

Modelo tailandesa é encontrada morta no Bahrein após um ano desaparecida

Causa da morte foi declarada como ‘insuficiência pulmonar e cardíaca aguda devido à envenenamento por álcool’

Reprodução/RedesSociais
Influencer Kaikan Kaennakam foi encontrada morta no Bahrein após mais de um ano desaparecida

O corpo de uma modelo tailandesa, identificada como Kaikan Kaennakam, foi encontrado no Bahrein após mais de um ano desaparecida. A jovem de 31 anos havia se mudado para o Oriente Médio em busca de novas oportunidades de trabalho para sustentar sua família. Após parar de dar notícias em abril de 2023, a família ficou preocupada e não conseguia contatá-la. Os parentes de Kaikan procuraram ajuda da embaixada tailandesa no Bahrein, mas mesmo com o apoio da comunidade local, não conseguiram localizá-la. Foi somente em janeiro deste ano que a embaixada informou à família que o corpo de uma mulher não identificada do Sudeste Asiático estava no necrotério do complexo médico de Salmaniya desde o ano anterior.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Uma tatuagem na perna da mulher foi crucial para identificá-la como a modelo desaparecida. A causa da morte foi declarada como “insuficiência pulmonar e cardíaca aguda devido à envenenamento por álcool”. A família agora busca levar o corpo de volta à Tailândia, acreditando que a morte da jovem é suspeita. A irmã de Kaikan, Suthida Ngernthaworn, postou nas redes sociais que a família quer justiça, pois as fotos do corpo mostravam hematomas, apesar da embaixada no Bahrein ter classificado a causa da morte como intoxicação alcoólica. A mãe da modelo também deseja que o caso seja reaberto e uma nova autópsia seja realizada. A família enfrenta dificuldades financeiras para trazer o corpo de volta, mas busca esclarecimentos sobre a morte da jovem.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

 

 

 

 

Fonte: Jovem Pan

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM