Últimas Notícias
Seduc divulga critérios para participação no programa ‘Bora Estudar’
PF captura três foragidos condenados por crimes sexuais no Pará
Em onda de violência, população do Equador sofre com abusos militares
Homem furta refletor de obra do BRT na BR-316, em Ananindeua; assista
Sebrae oferece capacitação a empreendedores do turismo local
Paysandu inicia venda de ingressos para partida contra o Castanhal, pelo Parazão
Joe Biden diz que informação sobre apoio de Taylor Swift é “confidencial”
FPF define data e horário da última rodada da primeira fase do Parazão; confira
Frutas brasileiras previnem doenças crônicas e problemas no intestino, diz estudo
BR-316 passa por intervenções nos dois sentidos da via até a próxima sexta (1º); veja as alterações
Ministro diz que é "falácia" envio de ativos russos para Ucrânia
Suspeitos entram em academia para roubar aluno em Fortaleza (CE); veja vídeo
Internautas do Roma News apostam na saída de Rodriguinho do BBB24
Professor é morto a tiros ao desembarcar em rodoviária de Parauapebas
Athletic Club x Volta Redonda: onde assistir ao vivo e horário do jogo hoje (27) pela Copa do Brasil
Next
Prev

Papa Francisco canoniza Maria Antonia de Paz y Figueroa, a primeira santa da Argentina

Conhecida como Mama Antula, a beata é considerada a primeira defensora dos direitos humanos no país

EFE/EPA/VATICAN MEDIA
Uma foto fornecida pela mídia vaticana mostra o Papa Francisco participando da Santa Missa de Canonização

O Papa Francisco realizou no domingo, 11, a canonização de Maria Antonia de Paz y Figueroa, consagrando a primeira santa argentina. A cerimônia ocorreu na Basílica de São Pedro e foi marcada por um abraço inesperado entre o pontífice e o presidente da Argentina, Javier Milei, líderes de ideologias opostas, mas que compartilham a mesma nacionalidade da beata. Conhecida como Mama Antula, a beata é considerada a primeira defensora dos direitos humanos no país durante o período colonial espanhol do Rio de La Plata. Ela foi enterrada na monumental basílica neoclássica Nuestra Señora de La Piedad, em Buenos Aires, onde dedicou sua vida à luta pelos desfavorecidos.

Nascida em uma família rica em Villa Silípica, María Antonia de Paz y Figueroa decidiu, aos 15 anos, seguir uma terceira opção além de se tornar freira ou se casar: ser uma leiga consagrada. Ela deixou a casa de sua mãe e, após a expulsão dos jesuítas em 1767, observou um vácuo espiritual e social entre os índios integrados às missões jesuítas. Em Buenos Aires, Mama Antula conquistou o respeito do bispo e do vice-rei, que inicialmente se recusaram a recebê-la. No entanto, ela conseguiu permissão para abrir uma casa espiritual e se tornou uma figura influente na cidade. Dois milagres testemunhados pelo Vaticano, incluindo a cura inexplicável de uma freira, foram fundamentais para sua canonização.

Publicado por Caroline Hardt

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Fonte: Jovem Pan

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM