Últimas Notícias
Jovem atacada com soda: saiba os perigos do ácido e o que fazer em caso de intoxicação
Tensão pós-enchente: especialista aponta risco de aumento de criminalidade no RS
Antônio de Oliveira, Elói Iglesias e Belém de Belém celebram o Norte e lançam ‘Eu Quero Ver No Pará’
Três pessoas são presas em operação contra o tráfico de drogas no Acará
Com bela atuação, seleção masculina derrota Sérvia por 3 sets a 1 na Liga das Nações de Vôlei
Noiva surpreende e distribui doces para alunos de academia em Capitão Poço, no Pará; assista
Departamento de Estado dos EUA aprova possível venda de helicópteros Black Hawk ao Brasil, diz Pentágono
Milton Neves se desculpa após postar foto fake de Jojo Todynho nua; ouça
Entenda quais são as medidas que o Tribunal da ONU emitiu para Israel
Justiça concede divórcio de Ana Hickmann e Alexandre Correa
Polícia prende homem que atacou acampamento pró-Palestina por agressão
Jogador de destaque na La Liga atuou com caco de vidro no pé por dois anos; entenda
Aviões militares chineses cruzam Estreito de Taiwan, diz defesa taiwanesa
CRM anuncia 'medidas cabíveis' após médico expulsar mãe e filho autista de consultório em Belém
Fátima Bernardes desabafa e rebate crítica após criar canal no YouTube; assista
Next
Prev

Petrobras eleva preço do litro da gasolina em 6% e do diesel em 3,7%

O preço do litro da gasolina foi reajustado de R$ 2,53 para R$ 2,69 e o do óleo diesel, de R$ 2,71 para R$ 2,81, segundo a Petrobras. Com isso, os dois combustíveis vão ficar 6% e 3,7%, respectivamente, mais caros a partir desta terça-feira, 6. Essas são as primeiras altas da gestão do general Joaquim Silva e Luna, que assumiu o cargo há quase três meses.

Os reajustes refletem a alta do petróleo no mercado internacional. Nesta segunda-feira, 5, o barril da commodity é negociado em Londres a quase US$ 76. Os contratos no mercado futuro aceleraram após notícias de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) adiaram, pela segunda vez, a sua reunião ministerial.

A Petrobras, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que "busca evitar o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais", mas que se mantém alinhada ao mercado internacional.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM