Últimas Notícias

Rápido e Prático: Lavanderias se tornam opção para a rotina corrida

O serviço das lavanderias tem conquistado o coração dos paraenses, oferecendo praticidade e rapidez na hora de lavar suas roupas. Consumidores da capital e das regiões metropolitanas se rendem à proposta e enxergam uma oportunidade de economia. “Voltaria porque achei algo prático”, afirma o publicitário Elson Santos, que experimentou o serviço pela primeira vez a pouco tempo.

VEJA MAIS:



De volta à moda, empreendedores faturam com vendas de produtos com miçangas em peças criativas
Além de pulseiras e colares, miçangas também são usadas na confecção de bolsas e roupas


image

Ministro do Empreendedores critica manutenção do prazo de adesão ao Simples Nacional
Prazo encerra nesta quarta-feira (31). Márcio França defendeu a prorrogação para abril ou maio, mas data não foi alterada


image

Empreendedores dobram o lucro com etiquetas escolares e produtos personalizados 
Encomendas de materiais escolares personalizados deve continuar alta até fim do mês

Para o consumidor, optar pela iniciativa é uma questão de praticidade. “O valor compensa sim, a gente consegue levar uma quantidade significativa de roupas que duram por semanas”, explica. Segundo ele, também é possível enxergar economias na escolha, pois “além de não usar a energia e sabão”, o processo descarta a necessidade de tempo para “esperar secar normalmente e sem chuvas”.

Entre os empreendimentos do ramo no estado, diversas redes se fazem presentes na rotina da capital. A representante da rede de lavanderias totalmente paraense, Juliana Santos, conta que a empresa nasceu originalmente no ramo de loterias e “buscando uma alternativa de diversificação de ramo de atividade, algo que desse para administrar remotamente”, surgiram as lojas no estado. Sobre o crescimento deste mercado no estado, afirma que “a atividade está em plena ascensão em Belém e no interior e ainda existe muita demanda, principalmente nessa época de muita chuva”, explica.

“Deu tão certo meu início no setor que eu vendi a minha lotérica e abrir mais lavanderias”, afirma a proprietária sobre o novo investimento. Segundo ela, a alta demanda pelas máquinas de lavar e secar na região norte, chamou a atenção das vendedoras chinesas que fabricam as lavadoras. No mercado os valores flutuam entre R$13 e R$18 reais com ou sem os produtos de limpeza. A empresária explica que o principal diferencial do ramo, foi a liberdade de ir e vir que o modelo de auto serviço das lavanderias lhe proporcionou. “Eu me sinto como se tivesse tirado um ano sabático eterno”.

Para todas as classes

Focado nas classes C e D como seu principal público-alvo, o empresário do ramo, Bruno Cardoso, decidiu abrir o primeiro empreendimento na região metropolitana de Belém , no município vizinho de Ananindeua. Segundo ele, o preço de R$28 para o ciclo completo foi pensado para atender a demanda reprimida de um grupo normalmente ignorado pelas franquias maiores.”Essas pessoas de classe C e D, por exemplo, queriam também a facilidade e o valor acessível”, ressalta o empresário.

Nos cálculos do empreendedor, o rendimento de uma loja lhe devolve em média de seis a oito mil reais por mês. Após o bom retorno dos consumidores ter superado suas expectativas, o proprietário afirma que já pensa em expandir para outros bairros, porém não pretende se aventurar no mercado de Belém. Ainda comenta sobre as vantagens de não precisar de funcionárias nas suas lojas, considerando a modalidade de auto serviço da iniciativa.

Com Informações de O LIberal

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM