Últimas Notícias
Wesley Safadão inicia show cantando ‘virote’ e agita casa do BBB 24; assista
Milei discursa na abertura do Congresso argentino e chama parlamentares de ‘casta’
Lula e Maduro tratam de eleições na Venezuela no segundo semestre
Milei diz que enviará novos projetos de reforma ao Congresso argentino e ameaça parlamentares
Geraldo Alckmin socorre profissional de imprensa que passou mal durante coletiva em Manaus
Centro de Controle de Zoonoses realiza feira de adoção de cães e gatos neste sábado, em Belém; confira local
Convocado para a Seleção Brasileira, meia Andreas recusou convite para defender a Bélgica
Pará registra crescimento de 35% em empregos formais para mulheres
Centroavante do Paysandu quer garantir liderança isolada em jogo contra o Castanhal
Tiago Leifert deixa canal esportivo após colega defender Daniel Alves
Eleições 2024: TSE publica regras sobre uso de Inteligência Artificial
Mais países pedem investigação sobre tragédia em Gaza
Maduro se reúne com Lula na Cúpula da Celac e diz que eleições na Venezuela estão garantidas
PM da reserva morre baleado na Zona Leste de São Paulo
Influenciador repercute na internet com versões paraenses de hits internacionais; assista
Next
Prev

Secretaria de Saúde do Ceará monitora caso suspeito de variante indiana

O Ceará monitora um casos suspeito da variante B.1.617 do coronavírus, que surgiu na Índia. O Estado informou na manhã desta sexta-feira, 21, que havia sido notificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a suspeita no início da semana. O paciente, que está em Fortaleza, voltou de uma viagem à Índia no dia 9 de maio.

Segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o paciente de 35 anos fez dois exames RT-PCR nos dias 10 e 11 de maio e ambos deram positivo. Uma semana depois ele repetiu o exame e o resultado foi negativo. O colega de empresa que o acompanhou durante a viagem também fez testes para identificar a infecção por coronavírus nos dias 10 e 12 de maio e os resultados foram negativos.

A secretaria informou que todos os viajantes que chegam ao Ceará oriundos de países com circulação de variantes devem cumprir quarentena de 14 dias, o que está sendo respeitado pelos viajantes e monitorado pela pasta. A Fiocruz está fazendo o sequenciamento genômico para determinar se o homem foi infectado pela variante indiana. A Sesa disse que está acompanhando o processo.

Casos no Maranhão

Na quinta-feira, 20, o Maranhão confirmou os primeiros casos da variante indiana no Brasil. Os pacientes estão a bordo do navio MV Shandong da ZHI, procedente da África do Sul. Ao todo, 15 tripulantes da embarcação testaram positivo para a covid-19 e pelo menos seis foram infectados pela cepa B.1.617. Um deles está internado na UTI em um hospital privado de São Luiz.

O navio está ancorado a 50 quilômetros da costa e ainda não tem permissão para atracar no porto maranhense. Todos os tripulantes estão isolados em cabines individuais.

Cepa pode ser mais transmissível

A variante B.1.617 foi classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma "preocupação global" porque pode ter capacidade de transmissão maior do que a cepa original do vírus. No entanto, a instituição ressalta que as vacinas protegem contra "todas as variantes" do coronavírus.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro decidiu proibir voos internacionais com origem ou passagem pela Índia, país onde a cepa foi inicialmente identificada. A proibição se soma a restrições da mesma natureza relativa a voos do Reino Unido e África do Sul.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM