Últimas Notícias
Jovem é decapitada durante acidente de trânsito em Paragominas, sudeste paraense
Homem é preso suspeito de transportar entorpecentes dentro de rede, em Juruti
Tornado nos EUA mata cinco e devasta estado de Iowa
Petrobras: Comitê de Pessoas diz que Magda Chambriard preenche requisitos para comandar empresa
Em Belém, Alckmin anuncia que ‘Brasil será oitava economia do mundo até o fim de 2024’; assista
Demapa investiga morte de 7 gatos por suposto envenenamento em Belém
Devotos lotam Paróquia em celebração de Santa Rita de Cássia no bairro de Canudos, em Belém; assista
Egito ameaça deixar de ser mediador de acordo para cessar-fogo em Gaza
Marido de cantora gospel brasileira é preso nos EUA por abuso sexual contra criança 
Com mudanças na defesa, Paysandu está escalado para a final da Copa Verde contra o Vila Nova-GO
Alepa aprova Projeto que altera o Programa Estadual de Transporte Escolar no Pará
Mortos pela chuva no RS chegam a 162, diz Defesa Civil
Paysandu faz 3 a 0 no Vila e encaminha tetra da Copa Verde; acompanhe
Ensaio da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos é adiada por causa da elevação do rio Sena
Pará registra redução de 10% nos casos de violência doméstica nos primeiros quatro meses de 2024
Next
Prev

Karim Aïnouz vai discutir a realeza britânica em seu 1º filme em inglês

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Selecionado para as sessões especiais do Festival de Cannes, com o filme "O Marinheiro das Montanhas", o cineasta cearense Karim Aïnouz, de "A Vida Invisível" e "Praia do Futuro", aproveitou o evento para anunciar que fará sua estreia em língua inglesa dirigindo a atriz Michelle Williams.

Batizado de "Firebrand", o próximo longa do diretor é descrito como um terror psicológico e falará sobre Catarina Parr, a última das seis esposas do tirano rei inglês Henrique 8º, famoso por mandar matar duas delas. Parr ficou conhecida por apaziguar os ânimos na Corte do monarca, que morreu em 1547, um ano antes dela.

Eu não poderia estar mais animado em levar para as telas a história desconhecida de Catarina Parr, uma mulher ferozmente brilhante que me inspira profundamente, e que tem sido praticamente invisível ou sub-representada na história inglesa", disse Aïnouz por meio de comunicado.

"Muito se sabe sobre o reinado tirânico de Henrique 8º, e sobre aqueles que sofreram em suas mãos, mas meu foco aqui é uma mulher que não apenas conseguiu sobreviver, mas, também, triunfar."

"Ter a Michelle Williams, uma atriz de talento imensurável, no papel dessa mulher extraordinária é a realização de um sonho", finalizou.

A produção terá início no Reino Unido no começo do ano que vem, a partir de um roteiro de Henrietta e Jessica Ashworth, da série "Killing Eve". A britânica Gabrielle Tana, da Magnolia Mae Films, indicada ao Oscar por "Philomena", produzirá o longa.

Também estão envolvidos no projeto a diretora de fotografia francesa Hélène Louvar, que trabalhou com Aïnouz em "A Vida Invisível", a diretora de arte britânica Maria Djurkovic, de "Billy Elliot" e "O Jogo da Imitação", e a figurinista Lisa Duncan, da série "Small Axe".

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM