Últimas Notícias
BBB 24: Marcus Vinicius fala sobre amor por Belém e revela novos planos para a carreira
Farinha está mais cara em Belém, e preço deve continuar subindo nos próximos meses, aponta Dieese
Saiba como não cair em golpe ao registrar marcas e patentes; assista
OAB-PA realiza ato público em apoio a advogada que se desentendeu com delegado, em Castanhal
Arouca x Famalicão: onde assistir ao vivo e o horário do jogo hoje (23/02) pelo Campeonato Português
Torcida do Remo pede ‘público zero’ contra o Águia, em meio crise
Saiba como ter acesso a absorventes gratuitos no Pará
Cosenza x Sampdoria: veja as escalações e o horário do jogo de hoje (23/02) pela Série B Italiana
PRF apreende 62 m³ de madeira ilegal, em Sapucaia/PA
PRF apreende aparelhos eletrônicos transportados ilegalmente, em Trairão/PA
Homem é preso por importunação sexual em Paragominas
Após resultados ruins e eliminação, torcida do Remo pede 'público zero' no jogo contra o Águia
Vídeo: viatura da PM colide com carro de passeio na Av. Senador Lemo, em Belém
Mais de 1,5 mil organizações sociais vão elaborar sugestões ao G20
Homem é encontrado morto no Distrito de Outeiro, em Belém
Next
Prev

Nova variante do coronavírus é identificada no interior de SP

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) – A Sociedade Brasileira de Virologia (SBV) anunciou nesta terça-feira (25) a identificação de uma nova variante do coronavírus no país. A linhagem foi batizada de P.4 e circula no interior de São Paulo.

Detectada inicialmente em Mococa (a 325 km de São Paulo), a variante já aparece também em outras cidades do interior, como Porto Ferreira.

"O sistema pango de linhagens dos SARS-CoV-2 nomeou uma nova linhagem brasileira como P.4. Essa variante, que apresenta a mutação L452R na proteína S dos SARS-CoV-2, tem circulado no interior do estado de São Paulo", afirma comunicado da SBV.

O sistema pango é uma espécie de banco de dados onde são colocadas linhagens do vírus até sua identificação, explica o infectologista Unaí Tupinambás, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O diretor municipal de saúde de Mococa, Luiz Nicanor Bettiol Júnior, disse que ainda é cedo para saber se a nova linhagem descoberta é menos ou mais perigosa do que as já existentes. "O que pode se dizer é que foi observada uma característica genética diferente", aponta.

O comunicado da SBV afirma que a identificação da nova linhagem foi feita pelo Instituto de Biotecnologia (Ibtec), pelo Instituto de Biociências – Unesp (Universidade Estadual Paulista) em Botucatu, pelo Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (Ibilce) – Unesp em São José do Rio Preto, pelo Laboratório de Pesquisa em Virologia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), pela Unesp de Araraquara e pela Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP Pirassununga (FZEA-USP).

O estudo foi fomentado pela Rede Corona-Ômica da RedeVírus do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), segundo a SBV.

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM