Últimas Notícias
Caminhonete naufragada há dois meses é encontrada no Rio Xingu, no Pará
Ucrânia documentou mais de 300 casos de violência sexual das tropas russas
MP oferece denúncia contra PM da reserva que atirou em torcedor do Remo
Ministra da Segurança da Argentina visita maior presídio das Américas no Equador
Chefe da Otan quer armas nucleares de prontidão para se proteger de ofensiva da Rússia
Torneio ‘Amazônia Cup Internacional de Jiu-Jitsu’ reúne 2 mil competidores no Mangueirinho
Vídeo: Mbappé quebra o nariz durante jogo da Eurocopa
Paraense de oito anos celebra aniversário com tema de ‘Jacqueline Brazil’, repórter do tempo da TV Globo; assista
Luciano Huck critica PL do Aborto na TV e cobra Arthur Lira: ‘Criança não é mãe’
Filme live-action de Chico Bento ganha primeiro trailer; assista
Eleições na França: extrema direita lidera pesquisas de inteções de votos com 33%; Macron tem 19%
Ordem para matar PM em Ananindeua partiu de facção, diz PC
Trio é preso em flagrante suspeito de vários arrastões em Parauapebas
Para fazer no frio: receita e benefícios do mingau de aveia proteico
Dois homens matam adolescente após descobrirem que ela estava grávida no Pará
Next
Prev

Orquestra Sinfônica Brasileira abre hoje a temporada artística de 2021

A Orquestra Sinfônica Brasileira retorna aos palcos nesta quarta-feira (26), no Rio de Janeiro, após mais de um ano sem apresentações presenciais devido à pandemia.

O primeiro concerto abre a temporada artística de 2021 às 20h, ainda sem a presença de público. A apresentação será transmitida ao vivo pelos perfis da OSB no Facebook e no Youtube. Na programação, obras de Mozart e do compositor brasileiro, Luiz Alvarez Pinto.

O diretor Executivo da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira, Gregório Tavares, acredita que em breve também o público poderá conferir de novo um concerto presencial.

Gregório Tavares afirmou que apesar das limitações impostas pela pandemia, desde março de 2020, os trabalhos da orquestra continuaram com grande interação do público no ambiente virtual.

O concerto de retorno aos palcos vai seguir todos os protocolos de segurança e terá um número reduzido de músicos.

Em formato de quinteto de cordas, o grupo vai interpretar o “Quinteto para Cordas nº4 K.516”, que Mozart escreveu em 1787. A obra do compositor austríaco foi escrita para o chamado "quinteto com viola", que consiste num quarteto de cordas mais uma viola adicional.

Na sequência, a obra Te Deum Laudamus (6 Peças Barrocas) do compositor pernambucano Luiz Alvarez Pinto, do século XVIII.

Com 80 anos, a Orquestra Sinfônica Brasileira é considerada um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país e já realizou mais de cinco mil concertos. Em abril de 2021, a OSB foi registrada como patrimônio cultural imaterial da cidade do Rio de Janeiro.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM