Últimas Notícias
Negociações sobre acordo UE-Mercosul serão suspensas até eleições do Parlamento Europeu
Tornado atinge casas e provoca prejuízos em Alagoas
PRF apreende dez toras de madeira ilegal, em São Miguel do Guamá, nordeste paraense
Dinâmica da semana do BBB 24 tem Poder da Palavra; confira a agenda
Pep Guardiola expressa vontade de treinar seleção: ‘Gostaria de disputar uma Copa do Mundo’
Ex- Paysandu, atacante fecha com adversário do Remo na Série C de 2024
MP diz que crimes sexuais no Pará estão acima da média e nega tráfico de órgãos no Marajó
BBB 24: Marcus Vinicius fala sobre amor por Belém e revela novos planos para a carreira
Monica Iozzi detona Neymar por doar dinheiro a Daniel Alves: ‘nojento’; assista
Farinha está mais cara em Belém, e preço deve continuar subindo nos próximos meses, aponta Dieese
Saiba como não cair em golpe ao registrar marcas e patentes; assista
OAB-PA realiza ato público em apoio a advogada que se desentendeu com delegado, em Castanhal
Arouca x Famalicão: onde assistir ao vivo e o horário do jogo hoje (23/02) pelo Campeonato Português
Torcida do Remo pede ‘público zero’ contra o Águia, em meio crise
Saiba como ter acesso a absorventes gratuitos no Pará
Next
Prev

SP identifica primeiro caso de variante em passageiro vindo da Índia

Mônica Bergamo (Folhapress)- O Instituto Adolfo Lutz da Secretaria da Saúde de São Paulo identificou um caso com a variante B.1.617.2, da Índia.

Trata-se de um brasileiro que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos no sábado (22). Ele tem 32 anos e mora em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Em cinco dias, já circulou portanto por São Paulo, Rio de Janeiro e em sua própria cidade, entrando em contato com dezenas de pessoas.

Ainda não há registros de um caso autóctone desta linhagem no estado de São Paulo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

O passageiro foi identificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pelo monitoramento no aeroporto.

Ele embarcou para o Brasil com um exame negativo de RT-PCR feito 72 horas antes do voo, exigência prevista em lei para todos os viajantes.

Segundo a Anvisa, assim que desembarcou, o homem procurou um laboratório do próprio aeroporto de Guarulhos para fazer um novo teste, já que não se sentia bem.

Antes do resultado, viajou para o Rio de Janeiro. Se hospedou em um hotel ao lado do Aeroporto Santos Dumont e, no domingo, viajou de carro até a cidade do norte fluminense.

Com o teste positivo para Covid-19, o homem voltou para a capital do Rio e está em isolamento.

Assim que o resultado do exame ficou pronto em Guarulhos, o próprio laboratório avisou a Anvisa, que alertou os demais órgãos de vigilância sanitária.

Faltava, no entanto, confirmar se ele estava infectado pela nova cepa do coronavírus.

O exame foi para o Adolfo Lutz, que sequenciou o vírus e descobriu tratar-se de fato da variante indiana.

"O órgão federal [Anvisa] informou a pasta estadual sobre o caso positivo quando o passageiro já havia embarcado em voo doméstico para o Rio de Janeiro. A amostra positiva foi enviada ao Lutz e o sequenciamento finalizado nesta quarta-feira (26)", afirma a secretaria estadual.

O órgão afirma ainda que "imediatamente após ser comunicada pela Anvisa, a Secretaria de Estado de Saúde iniciou, juntamente com o município no qual o aeroporto se encontra [Guarulhos], as medidas de investigação epidemiológicas necessárias. Foi solicitada a lista completa dos passageiros do voo, além dos nomes de todos os funcionários do aeroporto, laboratório e dos contatos do passageiro para isolamento e monitoramento. As equipes de vigilância do Rio de Janeiro também foram imediatamente notificadas para o acompanhamento do caso".

*Com Informações Notícias ao Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

LEIA TAMBÉM